Um pouco de Coca-Cola para Microsoft

Os comerciais da Pepsi e da Coca-Cola sempre foram muito interessantes, e em alguns casos, ousados e inovadores. Mas sempre existiu pelo menos um diferencial. Era muito mais comum ver nos comerciais da Pepsi um ataque direto e explicito ao seu maior concorrente. Mesmo que mostrasse a marca sem nenhuma preocupação.

Podemos ver alguns exemplos.

Sem dúvida são propagandas excelentes. Em especial a do garoto na máquina de refrigerantes.

Porém, para tudo existe um motivo. A marca da Coca-Cola é muito mais valiosa que a da Pepsi. Quatro vezes mais para ser mais exato. Enquanto a primeira tem seu valor em cerca de US$60 bilhões, o valor da segunda é de aproximadamente US$15 bilhões. Os valores exatos são uma pequena variação desses, que a cada ano modificam-se um pouco. Mas a Coca-Cola teve sua marca com o título de a mais valiosa do mundo durante muitos anos, até ter sido superada pelo Google.

Estes valores são estimados de forma bem mais complexa, mas para não se prolongar muito, pode-se acreditar que são uma conseqüência da marca da Coca-Cola chamar quatro vezes mais atenção que a da Pepsi. Por este motivo é válido colocar a marca da concorrente na propaganda, aproveitando-se do seu sucesso.

De forma muito semelhante ocorrem casos entre Microsoft e Linux. Porém, isto vem dos próprios usuários, e não das corporações em si. Podendo virar até uma religião de fanáticos. A discussão entre Linux e Windows é muito válida, já que troca de opiniões são sempre importantes, porém, esta, pode ser eterna.

Certamente que sistemas operacionais possuem muito mais a se comparar do que refrigerantes. O problema é quando entra o fanatismo, e os usuários passam a querer a destruição do outro sistema, ou então, simplesmente vira aquele vendedor chato que não larga do seu pé, fazendo qualquer coisa para te convencer que o produto dele é melhor.

E é exatamente nisto que os amantes de Linux pecam. Boa parte dos usuários estão acostumados a usar Windows, e se satisfazem por seu sistema operacional permitir que o seu e-mail seja checado, mensagens instantâneas sejam trocadas pelo Messenger e seu perfil no Orkut seja atualizado. Por incrível que pareça, muitos utilizam o seu computador apenas para estas tarefas simples – vide os famosos autores das “Pérolas do Orkut“. Desta forma, falar mal do Windows só fará com que o usuário-vendedor-amante de Linux perca sua credibilidade com muitos usuários.

Amantes do Linux, enalteçam seu sistema o quanto quiserem! Mas deixem o meu fora disso! Independente de qual for o melhor ou pior, mas que cada um viva sua vida de forma feliz. Deixemos que a corrida pelo maior número de sistemas operacionais instalados fique com as empresas. Pois esta é a missão delas. A nossa é escolhê-los e usá-los.

Se mesmo assim quiser opinar, criticar ou contribuir de qualquer forma, que se faça no lugar certo. Tenho certeza que sugestões são muito bem vindas pelos fabricantes:
Microsoft
Fedora
Ubuntu
Slackware
openSUSE
Mac OS

Publicado em julho 22, 2008, em Uncategorized e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Quando voce afirma que o usuário “se satisfaz por seu sistema operacional permitir que o seu e-mail seja checado, mensagens instantâneas sejam trocadas pelo Messenger e seu perfil no Orkut seja atualizado.” é a constatação de uma mudança que tenho percebido nos ultimos anos: Sistemas operacionais assim como navegadores e afins se tornaram commodities. E em parte, graças ao avanço dos serviços disponibilizados na web 2.0

    Parabéns pelo post.

  2. -= E o MacOS então… nem se fala.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: